Quem não experimentou ter sonhos? Qualquer pessoa, ao longo da sua vida, teve visões oníricas, umas com mais frequência do que outras. É uma prática muito comum ao dormir, percebemos qualquer tipo de imagens e sensações, que se relacionam regularmente com a realidade. 

Existe outro tipo de sonhos, os chamados Lúcidos , são aquelas visões nas quais as pessoas estão conscientes de estar sonhando, é uma prática ancestral, que foi admitida em múltiplas culturas, por exemplo no budismo tibetano: os sonhos são considerados como outra realidade e por meio de práticas e ensinamentos o adepto os assimila, reconhece, domina e pode induzi-los. 

É um mundo paralelo ao existente, quem tem esta experiência permanece advertido e disposto a controlá-lo, por isso, pode mudar seu conteúdo e dar rédea solta a sua imaginação.

Provavelmente teve um sonho lúcido e não se lembra, ou não está seguro da sensação que experimentou. Esta condição não ocorre, de forma habitual, existem diferentes níveis de trabalho e práticas para conseguir

Seguramente ao conseguir uma experiência onírica deste tipo, vais sentir a necessidade de voltar a ter um, podes fazê-lo quando e onde quiseres, nada te impede.   

Depois de um tempo e depois de analisar os sonhos, pode-se perceber que há certos esquemas que se podem repetir para preparar a sua mente: Por exemplo, sonhar com carros; seria importante que ao ver um carro na realidade, se dê conta se está sonhando ou não, ou seja, verificar a objectividade das visões.

Sonhos lúcidos: realidade ou ficção

Quem teve uma experiência deste tipo, compreende que o que está vivendo nessa visão, não corresponde à realidade física, mas pertence a esse mundo de sonho e fantasia onde se encontra submerso. 

Para ser claro e encontrar resposta ao que acontece, o sonhador deve fazer a seguinte pergunta: é um sonho ou não? , em seguida, observar o contexto em que se encontra e as situações que o rodeiam. 

A compreensão deste facto, nota-se uma vez que está sobrevoando e em algum momento, se dá conta que pode controlar a experiência que vive, se dá conta da coerência das coisas cotidianas, como por exemplo: acender ou apagar as luzes, falar ao telefone ou escrever. 

A arte de navegar pelos sonhos

Isto é algo que leva um bom tempo, pode levar semanas ou meses mas ao alcançá-lo se consegue uma sensação intensamente gratificante e muito prazerosa. Você deve ter disciplina e acima de tudo prática, se você unir estas duas regras você vai conseguir um sonho lúcido. 

Por outro lado, é necessário ter muita confiança em ti mesmo e ser persistente, sob nenhum motivo deve reinar em ti o desalento se a experiência não funciona ou não resulta . Uma vez que você tem a habilidade de sonhar lúcidamente, seus sonhos não são mais apenas sonhos. 

De acordo com a experiência alcançada, você pode experimentar níveis de navegação: alto ou baixo. Para poder estar ao nível navegação alto e conhecer cada detalhe, detalhe ou imagem percebida, deve ter uma concentração profunda, ponto chave para alcançá-lo. 

Por outro lado, o estado de baixa lucidez, te mostra alguns dados ou referências que outorgam uma sensação diferente à pessoa que os experimenta, é dono da situação, neste sentido, poderá ter uma elevação, mas sentirá que se encontra em um sonho.

Os Sonhos lúcidos: comunicação com o subconsciente e o seu eu interior

Os sonhos são representações fugazes ou intensas que aparecem a qualquer momento, caracterizam-se por evocar experiências ou acontecimentos que nos marcaram intensamente ou que podem estar a inquietar-nos na actualidade. 

Encontram-se estreitamente relacionados com o subconsciente e com o eu interior, o que permite conhecer essa parte de ti que guardas com receio: as tuas motivações, desejos, valores e tudo aquilo em que acreditas. Não é uma empresa fácil, o fato de que uma pessoa pode conectar-se com seu eu interno, em muitas ocasiões se faz difícil de alcançar uma conexão com esse mundo tão emaranhado e emaranhado. 

Essas visões que se têm ao dormir, revelam o que estamos vivendo, em alguns casos podem ser cenários que não merecem nossa preocupação; se pelo contrário os eventos repercutem uma e outra vez em nossas mentes, não se devem ignorar. 

Felizmente, nossas percepções são escaneadas pelos sonhos comuns ou por visões fugazes que atuam em nossas percepções como elementos catárticos, que contribuem para interpretar o que nos acontece, Deste modo, tornam-se instrumentos vantajosos para encontrar respostas e, portanto, solucionar o que nos inquieta e nos produz emoções contraditórias. 

O expresso nas representações oníricas é uma matéria muito ampla, extensa e profunda. Para certas pessoas o fato de experimentá-las não representa nada interessante e neste sentido, as ignoram; pelo contrário, há uma dilatada geração de indivíduos, que as mantêm em um sitial de honra e se converteram em fatos transcendentais em seu dia a dia, porque encarnam tudo aquilo que os apalpam internamente, por isso, decidem explorá-los a profundidade. 

Assim, o sonhador torna-se um ser auto-reflexivo e tenta ser mais acucioso na sua investigação, porque sabe que cada detalhe traz consigo uma mensagem explícita. Neste sentido os sonhos lúcidos oferecem uma maior capacidade reflexiva ao sonhador

Os sonhos lúcidos: contras e benefícios

Provavelmente ouviste muitos comentários sobre esta prática, só quem os experimenta pode dar uma resposta equânime a respeito. Para obter respostas a nossas perguntas oníricas, deve-se começar por reconhecer o fato de que sonhar, é uma ferramenta poderosa que incluem representações visuais e símbolos que vinculam o vínculo ao consciente com o inconsciente. 

Em qualquer ocasião, as visões oníricas podem aparecer em nossos sonhos, Por isso, é muito útil poder digeri-los e decifrá-los e dar-lhes o valor que representam, uma vez que possuem uma acção reparadora das perturbações que experimentamos ao longo das nossas vidas. Conhecer essa realidade interior e procurar traduzi-la, é um fato muito importante porque podemos dar um giro radical quanto à dissolução de nossos conflitos.

Sabemos que os problemas e contrariedades causam estragos em nossas vidas, por muito pequenas que sejam, motivam-nos e conduzem a sentir angústia, temor e incerteza. As visões oníricas canalizadas, interpretadas ou analisadas por nós mesmos, nos produzem grandes benefícios, a curto ou longo prazo, por isso devemos fazer um alto e levá-los a sério.

Se em algum momento de sua vida experimentou um sonho lúcido, seguramente pôde sentir sensações encontradas, prazer, emoção, euforia e regozijo. Ao inserir-se no contexto das viagens oníricas, será capaz de experimentar e perceber mais emoções, o que não conseguem os menos experientes, que vão sentir apenas o básico.

Poderá sentir vibrações por todo o corpo, ou o que se conhece como desprendimento. Estes efeitos são geralmente sentidos nas mãos, pés e pernas, é uma espécie de emanação e ativação de energias. Por outro lado, você vai perceber através de um som chamado intracraneano, que você está prestes a sair do seu corpo conscientemente.

Além disso, experimentará uma estranha sensação de elevação, é algo indescritível, que se sente na área do tronco, o corpo relaxa mas a atividade cerebral continua em funcionamento, não se relaxa.

Por último sentirás uma sensação de liberdade muito acentuada, ao estar fora do teu corpo, experimentarás uma leveza inigualável. O corpo flutua para o lugar que você lhe indicar, viajar a muitos lugares, além disso conseguirá ver seu corpo junto à cama, ver a si mesmo. A partir dessa realidade vivida, seu modo de ver as coisas já não será o mesmo, encherá sua cotidianidade de aventura, criatividade e fantasia.

Os Sonhos Lúcidos e as experiências sexuais oníricas

O sexo é um elemento natural do ser humano, encontra-se presente na sociedade, na nossa vida quotidiana, em tudo o que nos rodeia. Por isso, experimentar um sonho erótico, não é anormal, é mais comum do que se imagina, ao igual que em outras visões oníricas, o contexto, as situações e experiências de vida influem em sua interpretação. 

Sonhar com sexo, em muitas ocasiões não trata do ato em si, remete a muitos fatos psicológicos, por exemplo, pode relacionar-se com uma necessidade interior, ou do subconsciente a fundir elementos de seu parceiro onírica a sua pessoa consciente.

Neste sentido é importante conhecer essa pessoa de seus sonhos, saber como é, o que te atrai dela e como se sente com ela em sua vida lúcida, para poder entender o que acontece em sua vida afetiva, especificamente para entender melhor sua relação com os demais.

O sexo remete a um universo de possibilidades. Ao falar de sonhos relacionados com este tema, automaticamente adentramos a desvendar muitos elementos que intervêm no. 

É freqüente conversar com amigos e ouvir deles que tiveram experiências sexuais com um personagem que aparece em seus sonhos, isto não deve nos envergonhar nem nos inquietar, porque podem chegar a ser representações oníricas deles mesmos. Por outro lado, há que analisar se fazem parte de um castigo para sua psique, representações ou aspirações em sua autoestima.

Os sonhos lúcidos permitem uma maior liberdade e por isso, os sonhadores mantêm uma frequência desmedida para experimentá-los. Quanto ao sexo, são muito eficazes para alcançar orgasmos prazerosos com personagens desconhecidos e em muitos casos até proibidos.br/>

 O que significa ter sonhos lúcidos